Parceria inédita vida estimular municípios paranaenses a adotar a Agenda2030

Um importante e inédito acordo de cooperação, que visa estimular a adoção da Agenda 2030 e a colocação em prática dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nos municípios paranaenses, foi assinando entre o Programa Cidades Sustentáveis, parceiro coexecutor do CITinova, o Governo Estadual do Paraná, a Frente Nacional de Prefeitos, a Associação de Municípios do Paraná e outras entidades.

Essa parceria vai de encontro à missão do CITinova, projeto multilateral financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês) para oferecer o que há de mais avançado em conteúdo, soluções tecnológicas e ferramentas colaborativas para a promoção de gestão pública integrada, inclusiva e sustentável das cidades.

A parceria foi celebrada entre o Governo Estadual, o Instituto Cidades Sustentáveis – entidade realizadora do Programa Cidades Sustentáveis –, a Frente Nacional de Prefeitos, a Associação dos Municípios do Paraná, o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas e o Serviço Social Autônomo Paranacidade.

O documento também propõe que os novos parceiros articulem, organizem e realizem eventos públicos com a participação de prefeitos e prefeitas das cidades paranaenses, “com o objeto de sensibilizá-los(as) para aderirem à Agenda 2030 e seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, aos projetos e ações da Estratégia Paraná de Olho nos ODS, ao Programa Cidades Sustentáveis (PCS) e à Estratégia ODS, por meio das assinaturas aos Termos de Compromisso do Estado e das cartas compromissos”.

A cerimônia de assinatura da parceria ocorreu no Palácio Iguaçu – sede do Governo Estadual do Paraná –, durante o evento de celebração do 6º aniversário da Agenda 2030.

Mais de 100 pessoas – a maioria de forma online – participaram do evento, entre as quais muitos prefeitos e prefeitas, além de secretários e outras autoridades estaduais e municipais.

O coordenador geral do Programa Cidades Sustentáveis, Jorge Abrahão, destacou o ineditismo do acordo de parceria. “Essa é uma grande oportunidade para o Paraná, pois é a primeira vez que um Estado assume o papel de indutor desse processo [de levar os ODS para os municípios]”, declarou.

Ele lembrou que a Curitiba é a capital estadual melhor classificada no Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades – Brasil (IDSC-BR), explicando que o novo índice, lançado em março deste ano, visa auxiliar os municípios a entender quais são os seus principais problemas e desafios para cumprir os ODS.

O IDSC-BR foi elaborado pelo Programa Cidades Sustentável, em parceria com a Sustainable Development Solutions Network (SDSN), uma iniciativa da ONU para monitorar os ODS em seus países-membros, e com o apoio do Projeto CITinova.

Outro participante do evento, o embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñes, abordou a necessidade de unir forças, sociedade civil e poder público, para enfrentar os desafios colocados pela pandemia da covid-19.

Em sua avaliação, o acordo de parceria assinado permite levar os ODS aos 399 municípios do Paraná. Ybáñes relatou que a União Europeia vem contribuindo com diversas inciativas que envolvem a implantação da Agenda 2030 no Brasil.

Diversas outras lideranças e personalidades participaram do evento, entre as quais: Keli Gali Guimarães, vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social; Zuleica Goulart, coordenadora do Programa Cidades Sustentáveis; Renata Sene, vice-presidente de Parcerias ODS pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e prefeita de Francisco Morato (SP); e José Aparecido Weiller Junior, presidente da Associação dos Municípios do Paraná.

Por Airton Goes, do Programa Cidades Sustentáveis


Foto de aberturaJorge Abrahão, do PCS, fala da importância e ineditismo da parceria FOTO:Geraldo Bubniak/AEN

Leia também