Skip to content

PARCEIROS

O Projeto multilateral é realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), com apoio do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês), implementação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e executado em parceria com a Agência Recife para Inovação e Estratégia (ARIES) e Porto Digital, Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Programa Cidades Sustentáveis (PCS) e Secretaria do Meio Ambiente (SEMA/GDF).

MCTI
Luiz Henrique Mourão do Canto Pereira • Diretor Nacional
Ana Lúcia Stival • Coordenadora Nacional
Angelica Griesinger • Coordenadora Técnica
Ricardo Paris • Gerente de Projeto

Equipe técnica
Daniel Fagundes
Homel Marques
Mônica Nunes
Patricia Pinho

PNUMA
Denise Hamu (Representante Brasil)
Asher Lessels (Gestor de Portfólio)

Coordenadores parceiros coexecutores
Mariana Pontes (ARIES/Porto Digital)
Camila Lopes (ARIES/Porto Digital)
Isadora Freire (ARIES/Porto Digital)
Marco Lobo (CGEE)
Zuleica Goulart (PCS)
Marcia Coura (SEMA/GDF)
Nazaré Soares (SEMA/GDF)

Aries • Porto Digital
Amanda Matos
Daianne Vieira
Felipe Ribeiro
Luana Alves
Maílla Andrade
Renato Martiniano
Tayane Pereira

CGEE
Monique Pinheiro
Raiza Fraga
Fernando Reis
Egmar Alves da Rocha

PCS
Airton Goes
Ana Cândida Pena
Beto Gomes
Christiane Marie Millani
Clara Meyer Cabral
Sérgio Frazão Helene

SEMA/GDF
André Souza
Andréa Carestiato
Luciana Cruz
Ricardo Alexandre
Thiago Mendes

Assessoria de Comunicação CITinova
Patrícia Negrão

Informações para imprensa
patricianegrao@cidadessustentaveis.org.br
+55 11 3894-2401 • +55 11 999-376-785

GT de Comunicação
Patrícia Negrão (CITinova)
Giselle Cahú (ARIES/NGPD)
Jean Campos e Bianca Torreão (CGEE)
Luanda Nera (PCS)
Gabriela Fonseca e Renata Leite (SEMA-GDF)
Eduardo Cunha (MCTI)

Parceiros coexecutores
Financiador multilateral
Agência implementadora
Agência executora

Diagnóstico de contaminação do Lixão da Estrutural

Identificação e analise dos atuais níveis de contaminação e definição de indicativos conceituais dos parâmetros e critérios a serem utilizados para a remediação ambiental do solo, da água superficial e subterrânea, do ar e dos resíduos sólidos. Esse é o maior lixo a céu aberto da América Latina e se encontra em processo de desativação.

Remediação do Lixão da Estrutural

Implantação de experiências pilotos para remediação do Lixão da Estrutural com técnicas inovadoras como: fitorremediação para teste de absorção de poluentes em um hectare do Lixão; modelo de transporte de contaminantes subterrâneos; tratamento do chorume.

Recuperação ambiental nas bacias hidrográficas do Descoberto e Lago Paranoá

Restauração de 60 hectares em áreas de nascentes nas regiões prioritárias do Descoberto e da Serrinha do Paranoá.